terça-feira, 17 de outubro de 2017

pôr tudo no que faço vs gerir emoções

nos bancos da escola, deviam ter-me treinado a gerir as emoções, com que me deparo no meu mundo profissional. juro que jamais me passaria pla cabeça.. dias à que sou amparo no leito, outros que vejo perante a lei da vida ao contrário.. ter que dizer à M. que o filho está doente e as coisas não vão ser fáceis..
mas olhando para todos estes acontecimentos, faz-me consciencializar que gosto realmente do que faço e aprendi a pôr tudo o que sou naquilo que faço e faço-o com amor e dedicação.*

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Grata

tenho-me sentido assim ultimamente, grata.. plo caminho, plas pessoas que se cruzam comigo.. pla vida!
Obrigada bom Deus!

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

tocaste-me no primeiro dia.. as tuas mãos grandes.. o teu  tamanho gigante..
hoje olhei para ti e percebi que até te posso tocar!
gosto quando te ris, das minhas piadas.

és tu!?
sou eu?!

porque é que os nossos caminhos teimam em cruzar-se?!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

este tempo.. é especial, muito especial.. pela oportunidade que temos para que Jesus volte a nascer e faça história connosco.

é uma altura em que tenho dificuldade em sair do trabalho e me apetece ficar também nesta altura um pouco mais.. porque assim faz sentido, porque passamos a maior parte do tempo cá. é agradável ver a demonstração do amor que temos uns pelos ouros, uma altura de gestos, de carinho e de atenção.

Agora é altura de fechar o estaminé e também eu rumar caminho dos que são meus, daqueles que me pertencem.

Ao Menino Jesus peço que Ele me traga serenidade ao coração, querendo entender sempre o que Ele tem para mim. quero ser mais e melhor pessoa. quero perceber os Seus sinais e não me quero transformar em ninguém mal resolvido, mal amado, mal formado.

Quero apenas e tão somente querer o que Ele tem para mim.*

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

«Continuai vós, continuai a semear amor no mundo, porque dele há ainda muita necessidade.»
Santa Madre Teresa de Calcutá

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

dou por mim a ficar com o meu amor por ti amadurecido.. olhei para ti, sem a timidez de quem não quer mostrar, que ficou aos pulos só por te ver. ui.. continuas a criar em mim aquelas borboletas no estômago.

hoje, finalmente, consegui mostrar-te realmente um pouco daquilo que sou.. a minha forma meiga e carinhosa como toco e me deixo tocar.. foi bom! um momento em que estiveste no meu mundo afectuoso, relacional e laboral.

sem que desses conta, já me ensinaste muitas coisas.. livraste-me de monstros feios e antigos que teimavam rondar-me. fizeste-me ver que tenho em mim tantas coisas de uma riqueza incalculável.. fazes-me muitas vezes pensar, vezes até demais, pensar nas razões pelas quais corro: objectivos e metas. umas vezes quero-te perto.. outras, nem me quero misturar contigo.

será amor?